Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Deep With Me

Deep With Me

...

Os seus dedos percorrem me os lábios e a face.

A respiração acelerada junto a mim.
O seu cheiro doce quase caramelo.

O seu olhar sem qualquer expressão vidrado em mim.

Solta um suspiro e fecha os olhos.

Talvez a recordar?
Talvez a memorizar?

Vira me sobre mim mesma e encosta-me à parede, colocando me as mãos sobre a mesma.

Agarra-me o rabo de cavalo e puxa-me a si.

Inspira profundamente junto ao meu pescoço.

Encosta-se a mim fazendo me sentir a sua erecção.

As suas mãos trémulas percorrem a lateral do meu corpo, enquanto me morde o pescoço.

Estou ofegante, extasiada. 

Vira-me novamente, ergue-me a cara, agarra-me as mãos cerradas.

Dá-me um beijo casto.

Fecha os olhos.

E vira costas.

...

E se te dissesse que estou aqui?

Estou aqui por ti.
Estou aqui por nós.

Que chega de ilusão e oclusão.

Estou aqui de cabeça erguida e pronta para a realidade.

Que estou liberta das amarras impostas.
Sem receios.

 

E se te dissesse que estou a tua porta?

...

Saudade do que tinha,
Saudade do que nunca tive,
Saudade do que teria,
Muito mais do que admitia.

Saudade do que nao devia
Saudade do que deveria querer ter
Obstinada com o que deveria
Perdi sem sequer ter

Fiquei sem o bom dia que não devia
Sem o boa tarde que não requeria
Sem o boa noite que não permitia

Por não querer ter o que não devia
Fiquei sem o sonho e a fantasia

...

Um passo
É só um passo
Mas é um passo em direcção a ti
Não é só um passo
É mais um
Mais um passo em direcção a ti
Em direcção a uma loucura
Será mesmo loucura?
É o certo?
É o errado?
Importa? É oportunidade.

...

Quero dizer que preciso de ti.

Preciso de quê ao certo?
Imaginar o teu toque?
Imaginar o teu beijo?
Saber que te tenho a minha espera?

Quero dizer que preciso de ti.

Preciso de ti para sorrir
Preciso de ti para sentir
Preciso de ti para amar
Preciso de ti para amar-me

Quero dizer que preciso de ti.

Quero dizer
Quero dizer mas não o digo
Quantos quero dizer, quero dizer
Quantos quero dizer, quero querer
Quantos quero dizer.... podes suportar...

...

O céu está escuro quase sem estrelas visíveis aumentando o esplendor da lua.

Estou sentada com as pernas encolhidas abraçada aos joelhos e lembro-me de ti.
Sorrio. É uma lembrança doce.

Pressiono as coxas perante a lembrança.
Arrepio me ao pensar nas tuas mãos a percorrem me o corpo e ofego.

Deixo cair os joelhos e começo a tocar me.

As tuas mãos pelos seios beliscam os mamilos.

Sobem até ao pescoço erguendo me o queixo.

Estou ofegante, molhada,  preparada para te receber.

Percorrem os lábios abrindo os ligeiramente para abraçar os teus.

Arquejo, recebendo te em mim pelas minhas mãos


Dezasseis luas (14/16)

Os cabelos espalhados pela cama, os olhos verdes, a ânsia pelo toque... Pelo meu toque.

Ela agarra os lençois com força e contrai se. Geme e solta um grito incontrolavel.

Os olhos imploravam, seu corpo suplicava...

E perdemo-nos na forma como os corpos de moviam, um contra o outro, explodindo num êxtase eufórico

Dezasseis luas (13/16)

Dominador, intenso, a forma como ele me fodia não me deixava respirar...

A ténue linha entre prazer e dor não se cruzava. Todo ele era puro prazer.

As mãos no topo da cama para suportar as investidas. Não conseguia tocar nele; queria tocar -lhe.

A sua pele agora brilhante do suor, a barba rarefeita, as pequenas ondulações do cabelo, seus braços protectores sempre abertos para mim...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub